Zé Rodrix

Pois é

A morte, esta definitiva que atinge a todos os humanos

A morte levou o Zé

Não foi a dona morte das historias da Monica que tanto amo

Nem a boa morte

Apenas morte

E o sertão, quem diria, virou mar

Confirmando a previsão

E as cheias também trazem a morte

Como morrem a cada dia nos morros do Rio

E estranhamente

Meu coração onde se plantou o sal e endureceu

Sente mais a morte do Zé que outros Zés por ai eu poderia sentir

E são tantos Zés

Zé com fome, Zé sem casa, Zé levado pelo Rio

Zé a quem a bala no morro achou

Zé que perdeu o emprego e junto a morte chegou

Ah, queria eu ter como Bandeira

Aprendido as lições de partir com o aeroporto em frente

Eu que sonho com minha casa no campo

Tenho pimenta plantada nos olhos

E a morte desse Zé faz a pimenta arder e as lagrimas descem

Ah, a morte, esta definitiva, levou o Zé

E levou junto um pedaço de mim