Versos pobres

Queria eu ter a sutileza de um poeta

Que um dia soube extrair versos de um homem comendo em uma lata de lixo

A doce ironia de um versejador

Que se abaixou na hora do soco

Mas não

Meu versos descem como chumbo frio caindo no chão

Duros, irritantes

Descem crus pela garganta e incomoda sua má disposição

Talvez se escrevesse com pena molhada na tinta

Talvez se escrevesse com lápis e papel

Mas os versos saem insossos deste martelar incessante em teclas de plástico e metal

 

E sem ter sutileza, leveza ou ironia

Ao ver que pobre no mundo é quem ganha menos de 1 dolar e 25 cents por dia

Ao ver em linguagem fria de números que os pobres estão diminuindo

Ao ver esta mentira contada de forma tão fria

Apenas sobra a desilusão, a decepção

De em versos apenas saber dizer

Que no coração bate o ódio e a determinação

 

Anúncios

Contando

Criança ainda, eu contava estrelass

E muito antes de Star Treck eu viajava por sois e planetas

Em espaçonaves mais rápidas que a luz

A força do pensamento

Percorrendo galáxias inimagináveis

Eu contava as estrelas

E também contava a elas

As minhas tritezas e alegrias

Sonhos, amores e decepções

Em noites repletas de imaginação

Depois, um dia, surpreso, descobri que Bilac ouvia estrelas

Mas não as contava

E contei números e dinheiro

Virei contador

Medindo balanços e lucros no escritório do meu pai

E contando a noite os sonhos para as estrelas

E em números traduzi as medidas da Terra

Contando seus números e sua ciência

Contei e calculei com Newton e Einstein

Equações e formulas desciam velozes pela minha boca em forma de números

Eu contava mais alto

Contava as formulas de Einstein e as equações de onda

Contava ainda

Sonhos e amores

As estrelas doiradas que iluminavam o céu negro

Contando segui a vida

E contando estrelas e ondas cheguei a revolução

E como foi isso eu não conto não

Eu agora ouvia estrelas junto com Bilac

E sonhava

Conto agora pessoas e sonhos

Conto números frio da economia e vidas sofridas neste mundo cruel

Eu conto e sonho

E de ponto em ponto

Aumento um conto